Parafraseando a Dr.ª Rute Remédios, as opiniões são como as vaginas: cada uma tem a sua e quem quiser dá-la, dá-a. Neste blog, Julie D´aiglemont dá a sua. Opinião, claro. E nem sempre da forma mais respeitosa. Isso ofende a vossa sensibilidade? Então, ide, ide. Ide ler o programa de um qualquer partido de extrema esquerda, que de certeza é mais consentâneo com vossos princípios morais.





terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Literatura alternativa (#4)

Pierre Louys (1870-1925) é um autor multíplice e de grande complexidade. Os seus textos editados abrangem domínios tão diversos como a poesia, o conto, o romance, a tradução, o ensaio de investigação literária ou a epistolografia. Era também detentor de uma indesmentível paixão antipuritana, que o conduziu a celebrar o hedonismo e a definir-se sumariamente como um “pagão da fé”.

Este “Manual de Civilidade para Meninas” é uma hilariante caricatura dos livros de moral para crianças. Está dividido em capítulos que se destinam a orientar o comportamento das meninas nas diversas situações da vida quotidiana, designadamente No Quarto, Em Casa, Na Copa, À Mesa, Nas Aulas, Na Igreja, etc.

Retirei algumas lições avulsas ministradas nesta obra, que deveria ter lugar em todas as bibliotecas de meninas bem comportadas. Eis alguns dos conselhos:

Quando não estiverdes inteiramente certa de não terdes sífilis, não deveis colocar uma pissa postiça na boca de um bebé, a fim de lhe dardes de mamar o resto do leite que tiver ficado nos colhões de borracha.

Não mijes no degrau mais alto das escadas, para fazer cascatas.

Não cuspais da varanda para cima de quem passa; sobretudo se na boca tiverdes esperma.

Não façais movimentos de pôr e tirar, na vossa boca, com um espargo, olhando com languidez o jovem que quereis seduzir.

Se deparardes com um cabelo suspeito a nadar na sopa, não deveis exclamar: “Viva, um pêlo do cu!”

Todas as noites, e antes de vos entregares à masturbação, orai de joelhos.

Antes de irdes comungar, se chupardes alguém, não engulais o esperma, pois assim deixaríeis de ficar em jejum.

Não vos esqueçais de dizer “se faz favor”, quando pedis uma pissa, ou de responder “obrigada”, quando vo-la oferecem.

Ao subirdes para o automóvel de vossos pais, não beijeis o motorista no pescoço, mesmo sentindo-vos vós reconhecida por ainda há pouco vos ter fodido seis vezes.


7 comentários:

Teresa disse...

Não acredito!!!!!!

Julie D´aiglemont disse...

Ó Teresa, não me digas que não foste educada com um manual destes por perto, eh!eh!

Martini Bianco disse...

Ahahahahhahahaha....

Ahahahahahahaaha....

Querem melhores lições que essa, ainda mais com uma linguagem tão erudita e pedagógica?

Adorei, os teus gostos literários são dde seguir por perto.

Rafeiro Perfumado disse...

Ainda bem que eu sou um menino!

Miss Murder disse...

Credo! Isso é veridico ?

Catarina Reis disse...

Estou a lembrar-me de uns manuais igualmente interessantes tipo "As meninas exemplares" ou "Noiva, esposa e mãe"... não aconselho a leitura. Beijos

Pinky disse...

Verdadeira literatura lol!