Parafraseando a Dr.ª Rute Remédios, as opiniões são como as vaginas: cada uma tem a sua e quem quiser dá-la, dá-a. Neste blog, Julie D´aiglemont dá a sua. Opinião, claro. E nem sempre da forma mais respeitosa. Isso ofende a vossa sensibilidade? Então, ide, ide. Ide ler o programa de um qualquer partido de extrema esquerda, que de certeza é mais consentâneo com vossos princípios morais.





quinta-feira, 7 de julho de 2011

Definição de "um mal nunca vem só"

12 comentários:

I. disse...

Ou: onde andam os homens bomba quando fazem falta, hum?

L.O.L. disse...

Eu adoro jazz e quando era mais novo gostava até do Kenny G. Mas foi uma fase da qual me curei bem rápido. Não é por ele tocar saxofone soprano que deva pertencer à minha enorme colecção de saxofonistas de grande renome mundial. Passei a considerá-lo piroso demais para os meus gostos.

L.O.L. disse...

O outro???? Nunca ouvi falar.

Ana Sofia Santos disse...

lolol
só se estraga uma casa

Miss Dreams disse...

Ai não posso, acabei de publicar sobre o mesmo :) É mau demais estes 2 juntos!!

Anonim disse...

Que um mal nunca vem só isso já nós sabemos... Não bastava o TrocóPassos no governo e ainda temos de levar com o Paulinho dos Submersíveis...

Ahhhh e se querem mais analogias então o melhor é prepararem-se porque isto dos "males" não se vai ficar por metade do subsídio de Natal... Esperem pelo resto!!!

Pusinko disse...

subscrevo a pergunta muito pertinente da I.

Tio do Algarve disse...

Não serão o mesmo? Ou é mesmo mais do mesmo? Pleonásticamente falando, claro.

JUST A GIRL♥ disse...

Tanto de um, como do outro, ouvir mais que dois temas seguidos é uma tortura:))

Prezado disse...

Juntarem os dois no mesmo dia é a confirmação de que realmente os gostos são discutíveis.

Queen of Hearts disse...

Oh céus. Não há c-u que aguente o banho de assento.

Cricri disse...

Que pena que o Michael Bolton cortou o cabelo e que o nosso Beto morreu... Seria um trio bem catita