Parafraseando a Dr.ª Rute Remédios, as opiniões são como as vaginas: cada uma tem a sua e quem quiser dá-la, dá-a. Neste blog, Julie D´aiglemont dá a sua. Opinião, claro. E nem sempre da forma mais respeitosa. Isso ofende a vossa sensibilidade? Então, ide, ide. Ide ler o programa de um qualquer partido de extrema esquerda, que de certeza é mais consentâneo com vossos princípios morais.





terça-feira, 19 de julho de 2011

E por falar em roupa...

A Universidade Católica Portuguesa criou regras de vestuário para alunos, professores e funcionários da sede, em Lisboa (notícia aqui).
Não é coisa que me incomode, não só porque não tenho por hábito andar de chinelos na rua, como já saí da Faculdade há 14 anos.
Mas chamaram-me à atenção as seguintes declarações do reitor Manuel Braga da Cruz:
«Nós não vamos adoptar nenhum código de vestuário (...) O que se pede às pessoas é que venham vestidas da forma mais adequada e não como se fossem para um local de diversão», exemplificando que não quer ver alunos com «chanatos ou uma camisola do Benfica», ou de calções, como se fosse para a praia.
Parece-me sensato: uma pessoa que envergue uma camisola do Benfica é capaz de tudo! Falo por experiência própria, porque tive o azar na vida de escolher um lampião como proto-noivo.

19 comentários:

CITRA disse...

As tais regras de vestuário só podem ser por causa das camisolas do SLB (não se entende como é que alguém ainda as veste, mas isso é outra história).
Há pelo menos 7 anos, os alunos da UCP-Porto iam estudar e realizar exames escritos, para o pólo da Foz, de havaianas e calções.

Julie D´aiglemont disse...

Eu confesso que sempre fiz os meus exames de jeans e sapatilhas - assim como quase todos os meus colegas de ano. Mas nunca lá vi ninguém de chinelos. Mas eram outros tempos, ainda ninguém andava de havaianas na rua.

L.O.L. disse...

Ainda bem que eu sou lagarto. eheheheheh.

CITRA disse...

Também fui fazer exames de jeans, sapatilhas, t-shirt, etc, mesmo orais. Mas nos ultimos anos já se notava um "à vontade" abusivo. Já nem falo nos decotes e saias reduzidas...

Maria Papoila disse...

Um benfiquista é sempre uma aposta segura. Lagartos é que não!

Cricri disse...

Eu, como aluna dessa universidade, fico triste... Não ia de havaianas para as aulas pois a maioria era em laboratório e as regras de segurança não o permitem.
Queria era ver se houvesse uma UCP onde agora vivo... A proibição de "chanatos" ia ter direito a motim...

Blizard Beast disse...

Eu tenho uma camisola do glorioso e é a peça de roupa que mais uso...

DragonHeart disse...

Se escolheste o Lampião de livre vontade não foi azar... Apenas tens o que mereces!!!

Ahahahahahahah ;OD

Pelo menos podes gozar à fartazana com o desgraçado à conta do futebol!!! Eu quando quero gozar com os "Gloriosos de Outrora" tenho azar que eles fogem sempre...

Imperator disse...

o mais certo é o magnífico reitor querer copiar a ideia, que já é velha, da escola de pinhal novo

http://youtu.be/nkEUFmmF7e0

Miss Murder disse...

Que estupidez, até parece que são melhores alunos por se vestirem melhor!

Teresa disse...

Se fores com camisola do FCP já é de nível!!
Vou em Agosto estudar para São Paulo e fico por lá 6 meses! =)

AC disse...

Acho uma regra perfeitamente idiota,deve prevalecer o bom senso e a vontade de cada um.Parece-me uma norma demasiado elitista....:)

Pusinko disse...

Eu posso ir trabalhar de havaianas, mas nao vou. Sai da universidade uns anos depois de ti e também nao ia de chinelos às aulas ou exames. E muito menos com camisolas do benfica. Deumelibre.
Nem de qualquer outra equipa, pronto.

Mesmoque isto acabe por ser uma imposicao, a verdade é que, com jeitinho podes ir lá buscar excelentes opcoes made in PT para as segundas-feiras do demo.

Lost Soul disse...

Grande católica...a partir de agora tudo em fato...de banho!

-____-


lá estou eu a ser profano!

beijo

JUST A GIRL disse...

E se for uma camisola do SCP ou do FCP? Há que explicar bem as coisas, Sr. Reitor, pois pode correr o risco de ser mal interpretado:)

Fresco e Fofo disse...

Acho uma parvoíce. Em especial quando se trata de fazer "orais", uma ropita mais simples de tirar, ou um calção de perna larga, tornam o "acto" mais fácil do que chupar um calipo eheheh.

Rosebudd disse...

Em Lisboa eu não sei como é, mas no Porto se a regra se aplicasse deveria haver coerência meus senhores....assim deveria o Sr.
1- Proibir o uso de camisas com logotipos (especialmente de contrafação, sim por lá havia aos montes, sim eu tb sabia onde se vendiam e quem comprava -confesso);
2- Explicar à maoria das aspirantes a advogadas (em especial da mítica turma 1) que irem vestidinhas para a faculdade não é o mesmo que debutar no clube Portuense (onde nem sequer iriam, heheh);e que não foram as árvores de Natal a grande inspiração do Sr. Emilio Pucci;
3- Aplicar-se a regra do bom senso também a professores. Quem não se lembrará da "Fakika" sim: "Fakika" do seu look algo entre o fatal/fatela e o "Falcon Crest".
Por outras palavras sou a favor do regresso à U.C. dos bibes e das batas para todos (com o Sâo Ivo bordado) Gd imbecil....

Mimi Macaca disse...

Lol acho que a ideia está envolta em alguma piada :D Mas olha que tive uma professora no secundário que fez um colega sair da aula por estar com os tais chinelos e calções. Mete-me alguma confusão, mas vejo alguma razão nisso.

Dylan disse...

Se estudasse aí era homem para envergar a minha camisola encarnada e, se calhar, caminhar descalço!