Parafraseando a Dr.ª Rute Remédios, as opiniões são como as vaginas: cada uma tem a sua e quem quiser dá-la, dá-a. Neste blog, Julie D´aiglemont dá a sua. Opinião, claro. E nem sempre da forma mais respeitosa. Isso ofende a vossa sensibilidade? Então, ide, ide. Ide ler o programa de um qualquer partido de extrema esquerda, que de certeza é mais consentâneo com vossos princípios morais.





segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Inspirações (#12)

"Cada vez que vejo na televisão estas pobres crianças do mundo a morrer de fome, não consigo evitar o choro. Quero dizer, gostaria de ser tão magra quanto elas, mas sem todas aquelas moscas, a morte e tudo o resto..."
Mariah Carey

5 comentários:

Catarina Reis disse...

Que horror. Beijos

Osk disse...

Não acredito que isso seja verdade..É muito bom ou muito mau, dependendo da perspectiva!
Btw, sotôra, "check" o seu email Julie, que tem lá um tesourinho dos chamados deprimentes...

noiseformind disse...

Mais uma senhora que o Vaticano em breve vai beatificar (apesar da minha fav pro Natal continuar a ser a do Legendary Tigerman)

:))))



loooooooooooooooooool

Julie D´aiglemont disse...

Inginheiro: V.ª Ex.ª tem uma mente tortuosa (I like it), mas eu não acho que seja deprimente. Afinal a moça apareceu numa revista como promissora futura estilista.

Noiseformind: por acaso não me tinha lembrado dessa, eh!eh!

Beijos.

Teresa disse...

Não acredito que ela disse isso! Que mau!