Parafraseando a Dr.ª Rute Remédios, as opiniões são como as vaginas: cada uma tem a sua e quem quiser dá-la, dá-a. Neste blog, Julie D´aiglemont dá a sua. Opinião, claro. E nem sempre da forma mais respeitosa. Isso ofende a vossa sensibilidade? Então, ide, ide. Ide ler o programa de um qualquer partido de extrema esquerda, que de certeza é mais consentâneo com vossos princípios morais.





sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Sol enganador!

O título do post não é uma referência cinéfila a Nikita Mikhalkov. É uma acusação em sentido literal, mesmo.
Mercê do bendito aquecimento, dentro do carro a temperatura era amena. E apesar da indicação de temperatura exterior referir 1º, o céu estava tão limpo e o sol tão radioso que me recusei a acreditar.
Quando abri a porta, levei com uma massa de ar frio nas trombas que até se me arrepiaram os pêlos nos sítios mais sombrios (refiro-me às cavidades nasais, claro).
Queridos eco-fanáticos: aquecimento global? Têm certeza? Então, digam-me onde para eu comprar o bilhete, por favor.

3 comentários:

Manuela disse...

Querida Julie, para o hemisfério Sul?!
Beijinhos e bom fim-de-semana :)

Julie D´aiglemont disse...

Manuela, será? Estou tão enregelada que me custa a acreditar que haja um sítio no mundo em que esteja calor, eh!eh! Beijinhos.

cexy disse...

Cá aconteceu-me o mesmos: pela janela parecia um dia tão lindo. Depois abri a porta da rua e as lágrimas de tristeza congelaram-se-me nas pestanas :S