Parafraseando a Dr.ª Rute Remédios, as opiniões são como as vaginas: cada uma tem a sua e quem quiser dá-la, dá-a. Neste blog, Julie D´aiglemont dá a sua. Opinião, claro. E nem sempre da forma mais respeitosa. Isso ofende a vossa sensibilidade? Então, ide, ide. Ide ler o programa de um qualquer partido de extrema esquerda, que de certeza é mais consentâneo com vossos princípios morais.





sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Caro Renato Seabra:

Alegadamente, terás telefonado para casa, em data anterior ao incidente com o saca-rolhas, manifestado estares "farto da luxúria" e alegando que te "queriam comprar com luxúria".
Quer-me parecer que já nessa altura terias essa cabecita um bocadito lixada, porque luxúria não é sinónimo de luxo. Luxúria é aquilo que vais ver nos olhos dos negões e skinheads que te darão as boas vindas na prisão.

7 comentários:

Catarina Reis disse...

Bem visto. Beijos

L. disse...

E quem te garante que o Renato não se referia exactamente às práticas de obrar em sentido contrário?

Manuela disse...

Julie, é mesmo isso!!
Beijinhos e bom fim-de-semana ;)

Escárnio disse...

Mais um sinal da inteligência do moiçoilo. :-P

dinona disse...

Que estranho só se "encontrar" agora... não quis foi mais levar na bufa, foi o que foi!

rosebudd disse...

Bem, já me trás à memória um programa do Porto Canal em que sobre o tema da "luxúria", iam falar sobre o consumismo desenfreado....será que não é o Renato que está certo e isto é decorrente do acordo ortográfico....

Luis Baptista disse...

eh eh!