Parafraseando a Dr.ª Rute Remédios, as opiniões são como as vaginas: cada uma tem a sua e quem quiser dá-la, dá-a. Neste blog, Julie D´aiglemont dá a sua. Opinião, claro. E nem sempre da forma mais respeitosa. Isso ofende a vossa sensibilidade? Então, ide, ide. Ide ler o programa de um qualquer partido de extrema esquerda, que de certeza é mais consentâneo com vossos princípios morais.





quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Portugal no seu melhor (#9)

É uma casa portuguesa, com certeza
Em Valongo, pelo Natal

domingo, 23 de janeiro de 2011

Presidenciais (#6)

Alguém me explica a clivagem política entre Norte e Sul?
Se na década de 70 realmente tivessem cortado o país em Rio Maior, parece-me que o resultado seria bastante diferente.

Presidenciais (#5)

Com quanta antecedência é que esta gente prepara os discursos?
É que são quase todos vencedores...
A ver pelas declarações, ainda não percebi se foi o Jerónimo ou o Nobre que ganhou isto. Ambos gritavam vitória.
Estou tão confusa...

Presidenciais (#4)

Declaração da noite:
"Confesso que gostei de ver o Manuel Alegre lá em baixo. Na Argélia. Ó homem, dedique-se a escrever, p´lo amor de Deus".
Simone de Oliveira

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Gleekless

Amigos, já somos 8 a detestar o Glee.
Se no Domingo formos 1 milhão, criamos um movimento cívico. De acordo?

Presidenciais (#3)

----
Alegre tem uma voz tão linda! É uma pena que não a use para estar calado.

Presidenciais (#2)

Passos Coelho diz que Cavaco não é uma figura decorativa.
-----
Não será um bobby de porcelana, mas visto deste prisma - sentadito em cima do carro - ainda é capaz de rivalizar com os bonequinhos da swarovski.

Presidenciais

---------
-------
-----
Não vou tecer comentários. Eles não têm culpa. É o caralho do alemão que lhes fode a cabeça.

Separados à nascença (#21)


As respectivas nações estão sem governo

Importa-se de repetir?

"É uma norma de higiene social de combate ao mau hálito que a política tem. Quem for sério não tem de temer."
Ó xotôr José António Barreiros, V. Ex.ª é um verdadeiro higienista oral da advocacia.

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Ainda os globos doirados...

Como é que uma destas três séries não ganhou o tareco para melhor série de comédia? Como?



Não, eu não gosto de Glee! Se eu quisesse ouvir jovens disfuncionais a cantar, seria espectadora de "Uma Canção Para Ti" ou "Morangos com Açúcar".

Trent Reznor, you´re my rock star

Ao fim de muitos anos, os senhores da bata branca conseguiram apanhar Forrest Gump

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Mas não foi a única animação a ocorrer ontem em Matosinhos...

Vejam o que acontece aos 15 segundos:
video

O que terá despoletado semelhante reacção de Guilherme Pinto?
Pistas:
- é em Matosinhos;
- há peixeiras à solta;
- há políticos que não aprendem com os erros;
- e, não sei se já disse, há peixeiras à solta.

Ontem houve animação no mercado de Matosinhos

Zé Barbosa e Quim Cola foram os protagonistas de um show memorável. Diz quem lá esteve que os espectadores passaram de um estado de total incredulidade para a bonomia de encararem aquilo como burlesco.
Pormenor: um cantava músicas do Carlos Paião, o outro dançava.

2ª Feira é dia de gente sensual (#4)

Os pais que eu nunca tive...

Fumar mata...

...E enoja as amigas das gajas que vieram da Tailândia com 10 maços de tabaco com imagens horripilantes.

Vai-se a ver, e o gajo é uma espécie de Barbie



Em dando-lhe o equipamento, ele finge que desempenha qualquer tarefa...

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Caro Renato Seabra:

Alegadamente, terás telefonado para casa, em data anterior ao incidente com o saca-rolhas, manifestado estares "farto da luxúria" e alegando que te "queriam comprar com luxúria".
Quer-me parecer que já nessa altura terias essa cabecita um bocadito lixada, porque luxúria não é sinónimo de luxo. Luxúria é aquilo que vais ver nos olhos dos negões e skinheads que te darão as boas vindas na prisão.

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Foto de família

Rosebudd com o marido e o amante.
Mexe-lhe na tromba, mexe.

A minha amiga Rosebudd...

...Foi de férias para a Tailândia, em Dezembro. Mas as saudades eram tantas que não descansou enquanto não enviou um e-mail para o escritório com o seguinte teor:

Se estão a ler isto, é por 3 motivos:
1- Resolvi não ficar na red light a render…os preços praticados eram baixos para o que eu acho que deveria ser o meu valor hora;
2- Cheguei a Krabi e Deus ainda não me mandou um tsunami, por isso estou viva e de boa saúde;
3- Lembrei-me logo de vocês, a razão? Uma família de macacos veio comer para o meu quarto, e imaginem qual a fruta favorita deles???? Tangerinas e laranjas. Pela delicadeza, uma era a tua reencarnação, AS, e outra a da Julie, pois comia com mais ganância.
Nem aqui me livro da treta do cheiro das laranjas,,,,foi praga!
Bjs.

Agora, a foto do macaco que a cabra, perdão, amiga acha que é a minha alma gémea:

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Antes & Depois (#5)




Post dedicado aos cinéfilos, em especial Xôr Renato Carreira (a.k.a. Salustio), que resolveu abandonar um dos blogs que eu seguia mais assiduamente (maldito sejas e que o Facebook te encha o computador de vírus)

Lições que deveríamos aprender com outros países:

Espanha: TVE deixa de emitir touradas - em defesa dos direitos dos animais.

Irão: as obras de Paulo Coelho foram proibidas - em defesa da literatura.

Separados à nascença (#20)


José Manuel Coelho ------------------ Flavor Flav

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Anedota xenófoba do dia

Qual é a diferença entre os espanhóis e os terroristas?
Há quem simpatize com terroristas.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Na televisão...

...Estão a discutir que acontecimento traumatizante terá despoletado a raiva do "jovem de Cantanhede". Há um psiquiatra a tentar descortinar a razão.
Mas não é óbvio?! Desde que ouvi dizer que em dois dias eles foram ver seis (seis!) musicais da Broadway, o motivo do descontrolo tornou-se claro. Ao segundo espectáculo eu já me estaria a passar dos cornos!

2ª Feira é dia de gente sensual (#3)

Anais da Justiça (#6)

Os livros de Direito norte-americanos estão repletos de casos de direitos civis inovadores. Um dos mais divertidos trata de um prendado gato preto da carolina do Sul, chamado Blackie.
Em Maio de 1981, Carl e Elaine Miles, os donos, faziam espectáculos de rua com Blackie em Augusta, na Georgia, onde o animal, em troca de moedas, alegadamente dizia coisas aos transeuntes como “quero a minha mamã” e “gosto de ti”. Infelizmente, a polícia municipal não se deixou comover e insistiu em fazer com que o casal adquirisse uma licença para o seu negócio.
O casal pôs a Câmara em tribunal, argumentando que a lei não se referia directamente a animais falantes e que aquele pagamento violava o seu direito de livre expressão e associação.
Como seria de esperar, o tribunal não concordou e o casal perdeu a acção. O caso foi, de seguida, levado ao Tribunal de Recursos do Décimo Primeiro Distrito, que confirmou a decisão anterior da obrigatoriedade do pagamento da licença.
Em rodapé, o colectivo composto por três Juízes, achou por bem debruçar-se sobre os direitos de livre expressão de Blackie: “O Tribunal recusa o argumento de que os direitos de livre expressão de Blackie tenham sido violados. Em primeiro lugar, porque embora Blackie seja dono de uma habilidade pouco comum, não pode ser considerado uma pessoa, logo, não se encontra sob a alçada da Declaração dos Direitos dos Cidadãos. Em segundo lugar, porque, mesmo que Blackie tivesse esse direito, não nos parece que exista a necessidade de recurso que apela aos seus direitos ser interposto por jus tertii (terceiros). O Blackie pode, como se sabe, falar por si próprio”.
Valha-nos o sentido de humor de alguns Juízes.

in 100 Gatos que Mudaram o Mundo, de Sam Stall

P.S. O lindíssimo gato da foto não é o Blackie, mas o Fígaro (que não fala, mas lê, eh!eh!)

No escritório...

EU: Então e aquela cena do Carlos Castro?...
AS: Lá foi o Bastonário.
EU: O Bastonário?!
AS: O Bastonário da Ordem dos Bichas.

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Os adoráveis seres humanos (#2)

O Papa Inocêncio VIII preocupava-se muito com a existência de bruxas e demónios, de forma que nomeou Henry Kramer e James Sprenger inquisidores dessas depravações heréticas.

Estes produziram o Malleus Maleficarum, o “Carrasco das Bruxas”, apropriadamente descrito como um dos documentos mais terríveis da história da humanidade.

O Malleus resume-se em grande medida à regra de que, se alguma mulher for acusada de bruxaria, é uma bruxa. A tortura é um meio infalível de demonstrar a validade da acusação e a ré não tem quaisquer direitos. Este manual técnico para torturadores também inclui métodos de sevícias concebidos para libertar os demónios do corpo da vítima antes de esta ser morta.

Com o Malleus na mão e a certeza do apoio do Papa, os inquisidores começaram a multiplicar-se por toda a Europa.

Quanto mais eram aqueles que, sob tortura, confessavam a prática de bruxaria, mais difícil era afirmar que todo o processo era uma mera fantasia. Legiões de mulheres foram queimadas na fogueira.

O papa Inocêncio morreu em 1492, após tentativas infrutíferas de o manter vivo com transfusões (que provocaram a morte a três rapazes) e amamentando-o ao peito de uma ama. Foi chorado pela amante e pelos filhos.


in Um Mundo Infestado de Demónios, Carl Sagan

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Balanço das festas:

Comi demasiado. Tanto, que a certa altura até já estava mal disposta... exactamente como eu gosto! (como costuma dizer o meu amigo João)