Parafraseando a Dr.ª Rute Remédios, as opiniões são como as vaginas: cada uma tem a sua e quem quiser dá-la, dá-a. Neste blog, Julie D´aiglemont dá a sua. Opinião, claro. E nem sempre da forma mais respeitosa. Isso ofende a vossa sensibilidade? Então, ide, ide. Ide ler o programa de um qualquer partido de extrema esquerda, que de certeza é mais consentâneo com vossos princípios morais.





domingo, 14 de março de 2010

Portugal no seu melhor

Há uns anos atrás, transitava eu no sentido Porto-Gondomar, quando me deparo com um outdoor instalado na rotunda sita em Areias de Campanhã, onde Ricardo Bexiga, o então candidato à Câmara Municipal de Gondomar, proclamava: "Via Rápida - O PS Cumpriu". Referia-se ao IC 19, que liga o Porto à Autarquia a que se candidatava.
Valentim Loureiro não achou piada, de forma que, passados alguns dias, voltei a passar pelo mesmo local, onde já se encontrava instalado um 2ª outdoor. Desta vez tratava-se de uma resposta do Major, onde constava: "Pois, pois... Comigo na Câmara, os governos são mesmo obrigados a cumprir". O governo em questão era o chefiado por António Guterres.
Alguns dias decorridos e eis que Ricardo Bexiga manda instalar outro outdoor onde, em minha opinião, usou a frase mais insólita no contexto de uma campanha eleitoral: "Presunção e água benta cada um toma a que quer".
Não resisti: tirei uma foto, porque acabava de se fazer história. Infelizmente a qualidade desta não é a adequada para perpetuar um momento histórico de tal envergadura, mas documenta o carnaval em que amiúde se transformam as eleições autárquicas.

3 comentários:

Catherine Linton disse...

A imagem dispensava qualquer contexto escrito. É uma imagem absolutamente de-li-ci-o-sa. De tal forma que, vai perdoar-me o abuso, mas vou partilhar no meu Facebook. Vá, o pior que pode acontecer é o seu cantinho ser invadido por uma série de pitas histéricas e de rapazinhos imberbes.

Julie D´aiglemont disse...

Esteja à vontade. Quando tirei a foto, há uns anos, eu própria a enviei para o jornal Independente, onde foi publicada no "Portugal no seu melhor".

Luis Baptista disse...

O azar do Valentim foi ter ali a curva.