Parafraseando a Dr.ª Rute Remédios, as opiniões são como as vaginas: cada uma tem a sua e quem quiser dá-la, dá-a. Neste blog, Julie D´aiglemont dá a sua. Opinião, claro. E nem sempre da forma mais respeitosa. Isso ofende a vossa sensibilidade? Então, ide, ide. Ide ler o programa de um qualquer partido de extrema esquerda, que de certeza é mais consentâneo com vossos princípios morais.





terça-feira, 17 de maio de 2011

Happy?

Ainda não vi a capa de uma "Happy" em que figurasse uma mulher a quem não me apetecesse perguntar se não queria um pãozinho com queijo.
Parece-me anacrónico que a revista se auto-denomine "feliz" e ostente mulheres com ar famélico.
Evidentemente, não se espera que uma revista destinada a mulheres escolha manequins voluptuosas, que estas últimas pretendem agradar a homens, não a ditar estilos a mulheres.
O que me incomoda é a estética. As fotos têm mais estilo quando representam uma mulher cujas pernas têm uma largura equiparável à de uma criança de 12 anos?

20 comentários:

I. disse...

Ou uma sopinha de grão, com batata :D

(a minha sobrinha de dez anos tem umas pernocas mais jeitosas que essas daí - e não é gorda! é uma menina normal para a idade)

Julie D´aiglemont disse...

Agora é que tu acertaste, I.! Sopinhas de batata e grão é que alimentavam as moças!

JUST A GIRL disse...

Acredita, chega a ser constrangedor olhar para elas!

Pusinko disse...

Faz-me confusao.
Pessoalmente prefiro ver numa revista para mulheres, exemplares femininos que tenham formas que agradem aos homens. Acho mais interessante e, na verdade, as formas reais é que ditam a moda do que vou comprar. Nao propriamente os combinados horrivelzinhos que essas capas mostram. Opinioes...

Malena disse...

Realmente!! Tadita da moça!! :)

Cacarol disse...

Depois a gente sente-se gorda...

Catarina Reis disse...

Realmente essas moçoilas têm cara de que estão a precisar de devorar uma feijoada.

L.O.L. disse...

De que adianta quereres-lhes oferecer um pão com queijo? ESTA É A IMAGEM que elas têm delas próprias.

(depois envio-te email com a explicação acerca do back up dos blogs)

Bjs.

.:GM:. disse...

Por isso é que eu só compro a Playboy ou a Penthouse quando quero ver gajas. :-P AHaha

Mais ridículo que as capas - sim eu também passo os olhinhos pela capa quando estou à procura das revistas supramencionadas ;-) - são os destaques de primeira página. Ainda hoje, num outro blog, se falou da Happy. :-)

Nandita disse...

Deixei de comprar a Happy para me acompanhar no Intercidades e passei a comprar livros (quase tão baratos, naquelas feirinhas, como a própria revista). Toda e qualquer tendência suicida dentro de mim (por não ser um esqueleto, por não comprar casacos de 300€, por não fazer swing nem sexo na secretária do patrão, nem ter engates de uma noite nem ser uma bem sucedida trintona independente solteira, até porque nem 30 anos tenho) evaporou-se... Deixei de comprar a Happy e fiquei happy, quem diria? :P

Anónimo disse...

Um paozinho com queijo!! Das.. espeta-lhe mas é com sopa de feijoca e um cozido à portuguesa pela boca abaixo, seguido de 2 sobremesas e um bagaço (bem,il ne faut pas exagerer.. senão a moçita ainda ia desta para melhor).
Apesar de não me interessar por esse tipo de revistas, acho que tens toda a razão.
Talvez porque quem produz e controla esse universo, esteja interessado em formatar um certo tipo de mulher.
Ideias abixanadas.......e são eles controlam tudo o que diz respeito ao mundo da moda.
Ou talvez seja eu que estou enganado porque gosto de mulheres normais, com mais ou menos formas, de preferencia até com um bocadinho de xixa(gostos..).
As mulheres são a coisa melhor que Deus botou no mundo a começar pela minha maezinha.

Um Beijo

Julie D´aiglemont disse...

LOL: bocê é um mister, um sinhor como já te tinha dito). Obrigadinha.

GM: podes dizer qual é o blog? Gostava de ir lá prestar a minha homenagem.

Nandita: eu nem me posso pronunciar sobre o centeúdo da Happy, porque quando decido comprar uma revista para passar o tempo é mesmo das trashies, tipo Nova Gente e similares. O que me incomoda é sistematicamente porem na capa mulheres feias de tão magras.

Anónimo: eu não percebo é o plano da estética. É que se as mulheres, que são o público alvo não gostam daquilo...

Isis disse...

Subscrevo o que a Nandita escreveu (excepto a parte do intercidades) :)

Nandita disse...

lol, sim, a minha intenção ao procurar a Happy, ou outras revistas de (guilty pleasures) conteúdos... simples, é essa. Mas a verdade é que aquilo que a capa te impinge, com valores estéticos um nadiiiiinha distorcidos, tem paralelo lá dentro, com a apresentação de valores morais/pontos de interesse também eles distorcidos ;)

Digo isto só porque acho aquilo uma espécie de... feirinha dos horrores, é ver quem escreve coisas sobre o comportamento mais tortuoso, e tentam passar-to como trendy.

Boa e velha Maria, que apresenta actrizes de novela na capa, mas garante horas de diversão à mesa de café! :)

Prezado disse...

Tanta coisa a dizer sobre a happy...

AVOGI disse...

mas se até as mulheres da televisão estao magras que nem um cachorro cheio de fome!
já viste a Judite d esousa, a Iva domingues a Ana marques ? estao a morrer de fome por causa do culto da magreza
kis :=(

Helena disse...

não tenho duvidas que seria mais interessante ver uma Gina ou uma playboy do que uma revista dessas.

Maria Papoila disse...

E os conteúdos desse antro...

Leana disse...

Estou com a Nandita, em tudo!

Quem é que nunca se riu com as estórias da Maria? E os dilemas amorosos? São do melhor ehehehe :)

EJSantos disse...

Ah, ah, ah.
Genial. Adorei.